Blog

Graduação em medicina no Brasil

9 de novembro, 2019

A graduação em medicina no Brasil conta com carga horária mínima de 7200 horas, distribuídas em 6 anos.

Apenas após esse período e a concessão do CRM que o profissional pode exer a medicina.

Resultado de imagem para foto em medicina

O currículo do curso de medicina

O currículo do curso costuma ser dividido em três etapas distintas. Na primeira, os alunos têm contato com disciplinas teóricas que formam a base de conhecimentos fundamentais para o exercício da profissão.

Na segunda etapa, o foco dos estudos são as doenças, as formas de combatê-las, preveni-las e tratar seus sintomas.

Na terceira e última etapa, o aluno passa a atuar dentro dos hospitais fazendo plantão, sempre sob a supervisão e orientação de médicos formados. É o período em que se cumpre o estágio curricular. Veja o que se estuda em cada etapa do curso de Medicina:

Etapa inicial (1º e 2º anos)

Nos dois primeiros anos do curso, os alunos adquirem os conhecimentos essenciais para a profissão de médico, conhecem minuciosamente o corpo humano, realizam experimentos químicos e biológicos. Conheça as disciplinas desta etapa:

  • Anatomia
  • Biofísica
  • Biologia
  • Bioquímica
  • Embriologia
  • Farmacologia
  • Fisiologia
  • Genética
  • Histologia
  • Imunologia
  • Microbiologia
  • Patologia

Etapa clínica (3º e 4º anos)

A partir do terceiro ano, os alunos passam a estudar as diversas famílias de doenças, sua evolução, os efeitos no corpo humano e também as melhores maneiras de tratá-las e preveni-las. A principal disciplina estudada durante esta fase é a Epidemiologia.

Durante a etapa clínica, os alunos começam a desempenhar mais atividades práticas e têm contato com pacientes. Eles aprendem a realizar diversos tipos de exames e analisar seus resultados. As aulas acontecem nos consultórios e ambulatórios dos hospitais-escola.

Fase de internato (5º e 6º anos)

Nesta etapa da graduação, os alunos passam a atuar nos hospitais, sempre sob a supervisão e orientação de médicos formados. Neste período acontecem os estágios e os plantões nos serviços de emergência. É o momento no qual os estudantes vão aprender, na prática, os procedimentos de atendimento emergencial e cirúrgico.

Vale destacar que, a partir de 2015, uma resolução do Conselho Nacional da Educação (CNE), órgão vinculado ao MEC, alterou as diretrizes curriculares do curso. Ficou determinado que pelo menos 30% da carga horária do estágio obrigatório, em regime de internato, deve ocorrer no Sistema Único de Saúde (SUS), na atenção básica e em serviço de urgência e emergência.

Fonte: https://www.guiadacarreira.com.br/cursos/descubra-quanto-tempo-dura-o-curso-de-medicina/