Blog

Por que há tantas escolas médicas no Brasil?

novembro 13, 2019

Resultado de imagem para gráficos pelo computador

O Conselho Federal de Medicina (CFM), maior representante da classe médica, explica as causas e consequências dessa conjuntura.

Política. Esse é o principal argumento para haver tantas escolas médicas no país.

"É fundamental, para que seja oferecida saúde de qualidade à população, que todos os profissionais componentes da equipe sejam bem formados, mas infelizmente a irresponsabilidade dos governos brasileiros nas últimas duas décadas comprometeu de forma desastrosa a formação do médico brasileiro, ao implantar uma política de abertura indiscriminada de escolas médicas no País.", trecho publicado pelo próprio CFM.

Esta diretriz se acentuou particularmente com a presença do ministro Alexandre Padilha no Ministério da Saúde, durante o governo da presidente Dilma Rousseff, que usou o argumento falacioso de que faltavam médicos no Brasil, que eles deveriam se fixar no interior e que, para isso, era necessário ampliar o número de médicos formados. Nada mais falso, pois todos os estudos mostram que escolas médicas não fixam médicos em nenhum lugar do mundo.

Assim, faculdades de medicina foram e continuam sendo abertas em cidades sem a menor infraestrutura que permita oferecer ensino de qualidade, pois estes locais não possuem atenção básica estruturada, hospitais ou médicos mestres e doutores para uma formação com qualidade.

Números do dia 13/11/2019:

  • Total de escolas médicas no Brasil: 340, sendo o segundo maior país do mundo em número de escolas médicas, perdendo apenas para a Índia;
  • Número de médicos: o Brasil tem mais de 440.000 médicos formados. A projeção é para que em aproximadamente 30 anos haja mais de 1,5 milhões de médicos no país.
  • Total de vagas no primeiro ano: 35.218 vagas;
  • Estado com maior número de escolas médicas: SP, 65 escolas;
  • Estudo por tipo: 200 são privadas (58%), o restante é distribuída em federal (22%), estadual (10%), municipal (5%) e pública (2%);
  • SLMANDIC tem o valor de mensalidade mais alto: inicia em R$ 12.738,06. Enquanto a UNIRG tem a menor: R$ 3.641,24.

Fonte: https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27310:2017-12-01-12-49-55&catid=46:artigos&Itemid=18#:~:targetText=Portanto%20esta%20escola%20colocaria%204,o%20Pa%C3%ADs%20tem%20444.070%20m%C3%A9dicos.

Fonte 2: https://www.escolasmedicas.com.br/estatisticas-nacionais.php